segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Onde vamos parar

Gostava de poder falar bem deste nosso Portugal,mas cada vez estamos pior,até quando! Moro na zona de Sintra onde a pouco tempo se falou na TV por causa da violencia,mas não tem melhoras,o que se passou é só uma pinga de agua no oceano. São Marcos tem alguns milhares de habitantes,tem uma esquadra de policia (nova)mas vai ter que fechar por causa da maioria dos habitantes de São Marcos não estarem escritos na junta,e passa a ser a esquadra do Cacem que fica debaixo de predios ,não conheço mas não deve ter as condições que São Marcos tem;E esta a politica que temos. São Marcos não tem centro de saude,ou melhor tem estava em construção e ficou a meio,mas para que estão a fechar mesmo,aquele fica assim até os dito da passa o ocuparem. Falando em saude temos a melhor que há na Europa, no més passado foi a uma simples consulta por causa de uns sinais que me apareceram nas costas e fui a um especialista(dermatologia)a um Hospital aqui em Lisboa,e disse ao referido medico para me ver tambem uma berruga que tinha debaixo do braço desde miudo ,a resposta foi me dito logo assim. -Isto aqui vai já sair ;Pega num spry e pimba ,esperei alguns minutos e a dita berruga não caiu,então disse-me(-Vai percisar de uma ajudinha)pega num besturi e lá vai alho,põem um penso e pode tirar amanha que fica bom, o resultado foi. Passado 30 minutos de sair da consulta o resultado esta a vista,segui para o centro de saude onde tentaram estancar o sangue onde não conseguiram ,com uma carta de urgencia mandaram-me para o hospital da minha residencia,com o sangue a sair mesmo com um penso de persão, mandaram esperar para ir a triagem,é de loucos mas esperei até que vi que já não tinha por onde aparar o sangue entrei pela urgencia dentro,ai levaram-me logo para pequena cirugia mas como temos muitos medicos ouve alguem que estava bem pior que eu foram todos para o outro paciente a qual concordo plenamente ,só é que foi deixado no corredor sentado numa cadeira sem compresas para poder aparar o sangue que escorria lembro que sempre estive calmo e sempre bem disposto,mas num canto estava uma maca com um homem sozinho,e no dia a seguir um outro homem num outro hospital cai e morre porque estava sozinho,parece que isto é o dia a dia e vem os ditos ministros a dizer que esta todo bem. Não culpo o medico não culpo o hospital não culpo nada,em quanto andarem por ai gente que vive as custas dos contribuientes sem nada fazem para mercer o que ganham ,não há nada a fazer.

2 comentários:

Odele Souza disse...

Impressionantes. O fato, a foto e a incompetência de quem lhe cuidou.

Um abraço

Mário Relvas disse...

Félix,

isso teve uma coisa positiva...fez-te escrever no blog. Bem isto não está tão mal assim, olha para o Ruanda...

Curioso, a "Odele" está em todo o lado!!

saudações